Glaucoma

4 tratamentos para glaucoma



O glaucoma é considerado uma das principais causas de cegueira irreversível no mundo. Segundo alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS), são registrados 2,4 milhões de novos casos de glaucoma anualmente, o que representa mais de 60 milhões de pessoas no mundo com a doença.

Este tipo de problema de vista é caracterizado por um aumento da pressão intraocular. Esta condição leva a um dano irreversível das fibras nervosas do olho, provocando a perda da visão.

O aumento da pressão dentro do olho geralmente está ligado à lesão do nervo óptico. Esta pressão acontece devido ao aumento e deficiência na drenagem de um líquido chamado de humor aquoso, que é produzido na parte anterior do olho.

As causas do glaucoma ainda são pouco conhecidas. Mas, há tratamentos disponíveis para a doença. E é sobre eles que vamos falar no post de hoje. Acompanhe!

Opções de tratamento

Primeiramente, é preciso esclarecer que há alguns tipos de glaucoma. O glaucoma de ângulo aberto é o mais comum. Ele é crônico e tende a ser hereditário.

O glaucoma de ângulo fechado é agudo e acontece quando a saída do humor aquoso é interrompida de repente. Há ainda o congênito e o secundário.

O tratamento para o glaucoma vai depender do seu tipo, da intensidade e dos sintomas da doença. Entre os procedimentos terapêuticos, estão:

Uso de colírios

Os colírios normalmente são a primeira opção de tratamento do glaucoma. Eles servem para controlar a pressão intraocular. São uma opção popularmente indicada pelos médicos, pois são fáceis de utilizar.

Os colírios precisam ser administrados todos os dias para garantir que a pressão na vista seja regulada. No entanto, esta orientação deve ser seguida de acordo com a prescrição médica.

Nos casos de glaucoma por ângulo aberto, o colírio pode ser suficiente para manter o problema bem controlado. Já nos casos de ângulo fechado, pode ser necessária a terapia com laser ou cirurgia.

Comprimidos

Os comprimidos para glaucoma podem ser utilizados em associação com os colírios, pois também ajudam a diminuir a pressão dentro do olho. Este tipo de medicamento é mais utilizado em casos de glaucoma por ângulo aberto.

Terapia a laser

A terapia laser normalmente é utilizada quando os colírios e os comprimidos não conseguem controlar a pressão intraocular, mas antes de se tentar a cirurgia. Este tipo de técnica pode ser feita no consultório médico e, geralmente, dura entre 15 a 20 minutos.

Durante o tratamento, o oftalmologista aponta um laser para o sistema de drenagem do olho, fazendo com que haja uma melhora na drenagem do líquido.

Cirurgia

O uso de cirurgia é mais comum em casos de glaucoma por ângulo fechado, já que o uso de colírios e medicamentos pode não ser suficiente para controlar a pressão intraocular. No entanto, a cirurgia também pode ser usada em qualquer outro caso, quando o tratamento não está tendo o efeito esperado.

Após a cirurgia, muitos pacientes podem ficar vários meses sem necessitar utilizar qualquer tipo de medicamento. No entanto, isso não significa que a doença está curada, sendo aconselhável visitar regularmente o oftalmologista

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em São Paulo!



Comentários

Posted by Dra. Erika Uchida