A paralisa de Bell, também conhecida como paralisia facial periférica, é uma condição que se instala repentinamente na pessoa. A inatividade dos músculos de um dos lados do rosto, assim como o enfraquecimento da região, são suas principais características.

O nome dessa condição é uma homenagem a Charles Bell, médico e cirurgião escocês, que a descreveu pela primeira vez. A seguir, você vai conhecer mais sobre ela. Confira!

Principais sintomas da paralisia de Bell

Os sintomas tendem a surgir entre uma e duas semanas depois de uma infecção ocular, no ouvido ou de um resfriado. Como apontamos, os sinais aparecem de forma abrupta, sendo possível percebê-los quando você vai beber ou se alimentar.

Alguns dos sintomas mais recorrentes da paralisia de Bell são:

Caso você apresente alguns dos sintomas apontados acima, procure o médico quanto antes para uma avaliação mais completa. Lembre-se de que o autodiagnóstico nunca é uma opção, especialmente, porque a paralisia de Bell pode apresentar sintomas muito parecidos com outras doenças graves, como tumor cerebral e derrame.

Quais são as causas?

A causa base da paralisia de Bell ainda é um mistério para a medicina. Entretanto, estudos médicos têm sugerido que sua ocorrência pode estar relacionada com inflamações envolvendo o sistema imunológico que atuam contra o controle dos nervos faciais.

Em algumas situações a condição pode estar relacionada com:

Como é feito o tratamento?

As ações para o tratamento da paralisia facial periférica podem envolver medicamentos, fonoaudiologia e fisioterapia. Vale observar que não existe um padrão a ser seguido, até porque é preciso considerar caso a caso e avaliar a extensão do dano apresentado pelo nervo facial — idade e condições clínicas do paciente também são levados em conta.

Em casa, a pessoa afetada por esse problema também pode se cuidar:

Por outro lado, na extensa maioria dos casos a paralisia de Bell tende a regredir de forma espontânea, ou seja, sem a necessidade de tratamentos. Isso acontece até mesmo em bebês, quando o nervo da face é pressionado durante o parto.

Por fim, a paralisia de Bell pode atingir tanto homens quanto mulheres, independentemente da idade. Mas a maior parte dos casos ocorre após os 40 anos, sendo que raras vezes é verificada na infância.

Portanto, para evitar qualquer problema e ter a possibilidade de iniciar um tratamento eficaz, é fundamental que o especialista seja consultado o quanto antes para uma correta avaliação!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em São Paulo!