Melanoma ocular

Melanoma ocular: prevenção, sintomas e tratamento

Melanoma ocular: prevenção, sintomas e tratamento

Você já ouviu falar sobre câncer nos olhos? O assunto é pouco difundido, se comparado aos outros tipos de câncer, mas, justamente por isso, precisamos conversar sobre o assunto. Neste artigo, vamos falar especificamente sobre o melanoma ocular. Continue a leitura para conhecer a doença e prevení-la!

Os tumores oculares existem e são problemas sérios, porém, tratáveis. A melhor maneira de lidar com esse diagnóstico, sem dúvida nenhuma, é se informar acerca dele. Entender o que são, quais seus sintomas e tratamentos possíveis é a melhor forma de prevenção.

Para te ajudar nesse sentido, iremos compartilhar informações importantes sobre o tema, além de fornecer as principais informações a respeito de um dos tumores mais comuns nos olhos: o melanoma ocular. Vem comigo!

O que é melanoma ocular?

O melanoma ocular é um tumor que acomete os olhos. Ele não se desenvolve de maneira padrão. Sua gravidade depende de cada caso, podendo variar de acordo com o tamanho e a localização exata do tumor. Para confirmar a extensão e evolução desse câncer ocular, é necessário buscar auxílio oftalmológico e realizar exames específicos. Vale destacar que o melanoma ocular é o tipo de tumor ocular mais frequente em adultos.

Quais são os sintomas?

Dificilmente, o melanoma ocular é percebido por leigos a olho nu. Entretanto, ele pode gerar sinais incômodos, como perda parcial da visão, moscas volantes e flashes luminosos. Um bom oftalmologista analisará cuidadosamente esses sintomas e investigará as causas para determinar se, realmente, o caso corresponde ao câncer ocular.

Como prevenir o melanoma ocular?

O maior fator de prevenção consiste em criar o hábito de se consultar com o médico oftalmologista regularmente. As consultas de rotina são essenciais para manter a saúde dos olhos em dia, prevenir o agravamento de condições já existentes e diagnosticar precocemente eventuais alterações malignas. Com isso, aumentam-se as chances de sucesso no tratamento.

Quais são os tratamentos possíveis?

Quando diagnosticado cedo, as chances de cura do melanoma ocular são maiores, pois os tratamentos tendem a ser mais efetivos e bem-sucedidos. A principal finalidade do tratamento é preservar os tecidos e a funcionalidade dos olhos, evitando danos profundos à visão.

Normalmente, os tumores pequenos e médios, em estágio inicial, apresentam opções de tratamento parecidas. O protocolo pode incluir cirurgia ocular, laserterapia e radioterapia. Em algumas situações, o procedimento cirúrgico é desnecessário. O médico orientará o paciente quanto às melhores opções para o caso. Cumpre salientar que a determinação das terapias envolvidas deve considerar múltiplos aspectos em torno do desenvolvimento e as características do tumor.

Os melanomas maiores, inevitavelmente, demandam cirurgia para a remoção do tumor. Nesse caso, a operação tem o intuito de eliminar o melanoma em si, mas também visa retirar os tecidos próximos, como margem de segurança para que não ocorra o retorno da doença. Alguns especialistas optam pelo tratamento mais agressivo, que é a remoção do globo ocular, chamada enucleação.

Atualmente, há uma moderna opção de tratamento, com elevadas taxas de cura e com a vantagem de evitar a retirada do órgão que, consequentemente, evita prejuízo estético e danos psicológicos ao paciente. Trata-se da braquiterapia, uma técnica na qual a radiação é diretamente aplicada na origem do problema da doença.

Quer saber mais sobre melanoma ocular? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em São Paulo!

Posted by Dra. Erika Uchida in Todos