Retinopatia dabética

Retinopatia diabética: cuidados e perigos

Retinopatia diabética: cuidados e perigos

A saúde ocular deve ser uma preocupação constante para todos nós, mas, principalmente para os diabéticos. Apenas com o diagnóstico precoce e a adoção de medidas de prevenção é possível evitar ou controlar a retinopatia diabética.

Você já ouviu falar nessa doença? Conhece os prejuízos que ela pode causar a sua saúde? Então, não deixe de ler esse post. A seguir, você irá conhecer as causas, os perigos e os cuidados que devem ser tomados pelos pacientes.

O que é a retinopatia diabética?

Trata-se de uma alteração do fundo do olho causada pela diabetes. A retina é uma importante membrana localizada na parte posterior dos olhos, sendo responsável por transformar as imagens em estímulos nervosos para que sejam interpretadas pelo cérebro.

Ainda, a retinopatia diabética é uma doença que costuma ocorrer na maioria das pessoas que convivem com o diabetes há mais de 20 anos. Ela é classificada em dois tipos: não proliferativa (RDNP) e proliferativa (RDP).

No estágio inicial da retinopatia não proliferativa ocorrem microaneurismas nos vasos sanguíneos da retina. Já na fase moderada, há o bloqueio de alguns desses vasos. Na fase severa, uma grande quantidade de vasos é bloqueada e diversas partes da retina deixam de ser oxigenadas.

Assim, nessas fases avançadas, pode ocorrer o tipo proliferativa que se caracteriza pelo surgimento dos vasos anômalos. A retina transmite para o organismo que precisa receber mais sangue, o que provoca o aparecimento desses vasos.

Porém, como são mais frágeis, se rompem facilmente, fazendo com que o sangue penetre na cavidade vítrea. Em consequência disso, o paciente tem uma perda progressiva da visão.

Como é causada?

A retinopatia diabética pode ocorrer em razão de diferentes fatores, mas é causada pelo excesso de glicose no sangue, que é agressivo para os vasos sanguíneos dos olhos. Entre os fatores que podem agravar o quadro estão o tabagismo, a hipertensão, o colesterol alto e a obesidade.

Quais são os perigos dessa doença?

A retinopatia é uma doença grave em razão das consequências que pode trazer para o paciente, sendo a cegueira total a mais severa. No entanto, além da perda de visão, podem ocorrer as seguintes complicações:

  • inchaço da mácula;
  • deslocamento da retina;
  • hemorragia intraocular;
  • edema macular diabético;
  • glaucoma neovascular.

Quais cuidados preciso tomar?

O diabetes é uma doença grave, mas que, quando controlada, o paciente pode levar uma vida normal. Dessa forma, o principal cuidado a ser tomado para evitar a retinopatia diabética é manter um acompanhamento médico para controlar o diabetes.

Ademais, além de manter o tratamento dessa patologia, o paciente precisa equilibrar as taxas de colesterol e desenvolver hábitos saudáveis à saúde. Da mesma maneira, ao ser supervisionado por um oftalmologista, é possível obter um diagnóstico precoce da retinopatia e iniciar o tratamento o mais breve possível.

Então, se você possui diabetes, siga nossas recomendações e mantenha um acompanhamento médico. Assim, é possível ter uma boa qualidade de vida e evitar os muitos prejuízos que a retinopatia diabética pode causar a sua saúde.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em São Paulo!

Posted by Dra. Erika Uchida in Todos